Investigação Científica

Para FAVA-DE-MOARES; FAVA (2000), “não há condições de uma nação querer ser moderna com desenvolvimento social e econômico se não tiver base científica e tecnológica”

Assim, a Faculdade Laboro ao oferecer cursos de graduação tecnológica tem fomentado o desenvolvimento de investigação científica para evidenciar relevância acadêmica, tecnológica, científica e social como princípio educativo e de veiculação dos conhecimentos a serviço da comunidade.

Essa produção tem sido voltada para as áreas de formação tecnológica de seus alunos, com foco na aplicabilidade do conhecimento produzido.

A investigação científica, como um ciclo básico da vida acadêmica oportuniza ao aluno conviver com o processo de construção do conhecimento e oferece destaque na perspectiva de despertar novos talentos para a investigação (BASTOS et al, 2010).

A produção de trabalhos relacionados ao campo de formação especifica do aluno é prioridade, porém as temáticas de responsabilidade e inclusão social, defesa e promoção dos direitos humanos, sustentabilidade e defesa do meio ambiente e igualdade étnico racial têm sido inseridas nas atividades de investigação, mantendo o foco na missão da Faculdade em formar profissionais que sejam cidadãos com senso critico e éticos.

A Faculdade Laboro desenvolve atividades de investigação promovendo ações que proporcionem contribuições teóricas e práticas às atividades de ensino e extensão. A Investigação é desenvolvida como princípio educativo, cultural e científico, integrada ao ensino e à extensão.

SÃO OBJETIVOS DA INVESTIGAÇÃO:

  • Reafirmar a investigação como processo acadêmico definido e efetivado em função das exigências da realidade na formação do aluno, na qualificação do professor e no intercâmbio com a sociedade;
  • Priorizar os projetos voltados a questões relacionadas ao contexto regional e às demandas da sociedade;
  • Valorizar os projetos de investigação interinstitucionais sob a forma de consórcios, redes ou parcerias e as atividades voltadas para o intercâmbio;
  • Possibilitar novos meios e processos de produção, inovação e transferência de conhecimentos;
  • Estimular a disseminação de conhecimentos, organizando e publicando as produções intelectuais de professores e alunos, mediante a publicação de revista cientifica;
  • Promover simpósios, seminários e encontros para estudos e debates de temas ou de áreas específicas, bem como a participação em iniciativas semelhantes.