Uso das Tecnologias Digitais na Educação Nutricional de Crianças

O uso da tecnologia está cada vez mais presente no cotidiano das crianças, podendo ser uma aliada para proporcionar novos hábitos alimentares. Objetivo: Identificar e analisar na literatura científica sobre as tecnologias digitais para promoção de hábitos alimentares saudáveis das crianças. Métodos: Será realizada uma revisão integrativa de artigos publicados em português e inglês, entre os anos de 2015 a 2022.

Este texto é fruto da disciplina de Pós-Graduação “Produção e Inovação Científica” ministrada como último módulo para a formação dos alunos da Laboro. Nela, os alunos aprendem como aplicar conceitos e ferramentas de forma assertiva e criativa para fomentar a inovação na ciência.

Autora: Carolina Ribeiro – Aluna do curso de Pós-Graduação em Nutrição Materno Infantil

INTRODUÇÃO

A Educação Alimentar e Nutricional é um dos melhores caminhos do processo alimentar da criança e do adolescente a ser inserido nas atividades diárias, tanto na escola, quanto em outros âmbitos de convivência, pois ensina e incentiva a alimentação adequada desde a infância (MOREIRA, et al., 2021). Os resultados alcançados por meio das ações de Educação Alimentar e Nutricional vão desde a prevenção e controle das Doenças Crônicas Não Transmissíveis e das carências nutricionais até a promoção de uma alimentação saudável, com respeito à cultura e valorização dos hábitos regionais, aliada a um consumo sustentável e com redução do desperdício (BRASIL, 2012).

Neste contexto, a tecnologia digital está constituindo como um novo espaço tempo de aprendizado e compartilhamento de conteúdo sobre diversas temáticas. O uso de tecnologias educativas nas atividades de educação alimentar e nutricional, além de ensinar, propicia um ambiente atraente e prazeroso.  Os jogos educativos digitais podem ser introduzidos também como um instrumento para orientar as crianças a consumir alimentos saudáveis, diminuir o consumo de alimentos que são mais prejudiciais à saúde, se consumido em excesso, e evitar desperdícios (MAGALHÃES et al., 2019; FRANCISCO et al., 2020).

Ante ao exposto, visto que as tecnologias digitais são ferramentas inovadoras e presentes no cotidiano das crianças e trazem a possibilidade de serem utilizadas na educação e na promoção da alimentação saudável, o objetivo desse estudo é identificar e analisar na literatura científica sobre o uso de tecnologias digitais na educação nutricional. Desse modo, a pesquisa será relevante para ajudar na criação de atividades e jogos para a promoção da alimentação saudável.

METODOLOGIA 

Será realizada uma revisão integrativa da literatura científica, que utilizará as bases de dados eletrônicos da PubMed, SciELO, LILACS. O trabalho consistirá de seis etapas: 1) elaboração da questão de pesquisa; 2) busca na literatura dos estudos primários com base nos critérios de inclusão e exclusão; 3) organização dos estudos pré-selecionados (extração de dados dos estudos); 4) análise crítica dos estudos selecionados; 5) síntese dos resultados; e 6) apresentação da revisão integrativa (BOTELHO, et al, 2011).

O desenvolvimento da pesquisa partirá da seguinte questão: Quais as tecnologias digitais disponíveis para a promoção de hábitos alimentares saudáveis de crianças? A seleção dos artigos será realizada nos meses de maio a julho de 2022 e serão utilizados os seguintes descritores: “educação nutricional e alimentar”, “tecnologias digitais” e “crianças”.

Os critérios utilizados para seleção dos artigos serão os que abordam a temática em questão, publicados na língua inglesa ou portuguesa, entre os anos de 2015 e 2022. Serão excluídos as monografias, dissertação e tese.

É profissional da Nutrição em busca de conhecimento?

Clique aqui e conheça as pós-graduações na área de NUTRIÇÃO E EDUCAÇÃO FÍSICA

Se torne um especialista de Excelência.

Garanta já sua vaga!

sil 2011-2022 / Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Situação de Saúde. – Brasília: Ministério da Saúde, 2012.

FRANCISCO, M. M. et al. Tecnologias lúdicas para adolescentes utilizadas por profissionais de saúde: revisão integrativa. Revista de Enfermagem da UFSM, v. 10, p. 31, 2020. https://doi.org/10.5902/2179769237050

MAGALHÃES, Q. V. B; CAVALCANTE, J. L. P. Educação alimentar e nutricional como intervenção em hábitos alimentares saudáveis no ambiente escolar. SANARE-Revista de Políticas Públicas, v. 18, n. 1, 2019. https://doi.org/10.36925/sanare.v18i1.1306

MOREIRA, M.L. et al. Elaboração de Tecnologia Educativa como incentivo à alimentação saudável para crianças. Brazilian Journal of  Health Review, Curitiba, v.4, n. 2, p. 6971, 2021. DOI:10.34119/bjhrv4n2-242

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Métodos Alternativos para Controle da Acne

Hábitos de vida, genética entre outros fatores podem ser os causadores do aparecimento da acne, sendo importante uma abordagem ampliada para tratamento. Na busca da