Transição de carreira: entenda o processo e quando é necessária

homem em dúvida
Fundo foto criado por creativeart – br.freepik.com

São várias as situações que podem levar alguém a iniciar uma transição de emprego: desde a insatisfação com a profissão atual até a extinção da mesma. Para entender melhor como acontece o processo de transição de carreira, continue lendo!

O que é transição de carreira?

A transição de carreira acontece quando uma pessoa decide “migrar” da área em que atua no mercado de trabalho para outra.

Seja por uma decaída da profissão ou por outros motivos pessoais, é sempre importante que o processo seja feito com o máximo possível de cautela, para que a situação não saia do controle.

Não existem muitas regras para essa mudança, portanto, podemos considerar que existem transições de carreira grandes e pequenas. Veja só:

Transições de carreira agressivas

As transições grandes de carreira, onde há mudança total do rumo da vida profissional de alguém, exige muito mais esforço e muito mais cuidado.

Ao decidir atuar em outra área do mercado de trabalho, é necessário fazer novos cursos e se aprimorar em algo novo, o que pode levar um tempo, principalmente caso a nova profissão exija formação na área.

Transições de carreira sutis

Já nas transições menores, onde a pessoa continua atuando na mesma área mas decide se especializar em outro segmento, são consideradas muito mais fáceis.

Apesar de também ser necessário um novo estudo em alguns casos (se a nova área de atuação desejada exigir um curso pós-graduação ou mestrado, por exemplo), a adaptação é muito mais fácil, pois todo o conhecimento já adquirido até ali continua ajudando.

Por que a transição de carreira acontece?

Como comentamos acima, existem inúmeros motivos para que alguém inicie a transição profissional. Caso queira entender melhor quais são esses motivos, leia os tópicos abaixo!

Decaída de profissões

Você já ouviu alguém dizer que um emprego não existirá mais no futuro, pois as máquinas e a inteligência artificial farão tudo sozinhas? Bom, um dos motivos para as transições de carreira acontecerem é mais ou menos esse.

Atualmente, é muito comum que algumas profissões acabem perdendo a força no mercado de trabalho, o que faz com que alguns empregos sejam perdidos e as expectativas para o futuro dos que continuam sejam bastante desanimadoras. Assim, as pessoas acabam procurando outros empregos e se arriscando em outras áreas do mercado.

Insatisfação

Também é muito comum que algumas pessoas – principalmente as que se inseriram cedo no mercado de trabalho – acabem insatisfeitas com seus empregos após passarem muito tempo sem tentar entrar na área de atuação que realmente desejam.

Assim, quem decide tentar trabalhar com o que gosta – ou com o que acha mais confortável financeiramente – geralmente precisa de uma transição de carreira um pouco mais brusca.

Falta de Oportunidades

Infelizmente, muitas pessoas se formam (às vezes, até com pós-graduação ou mestrado) mas, depois, não conseguem emprego na área de formação.

Além disso, há aqueles que conseguem um emprego, mas que não vêem oportunidades de crescimento profissional, o que faz com que continuar atuando na mesma área não valha mais a pena.

Segundo as informações de uma pesquisa realizada alguns anos atrás pela Pagegroup, infelizmente, esse é o motivo mais comum para o início de uma transição de carreira.

Mudança de Interesses

Um fator que também pode levar alguém a querer se aventurar em uma área até então desconhecida do mercado de trabalho é a descoberta de uma nova – ou antiga – vocação.

Nunca é tarde para realizar seus sonhos e trabalhar com o que você ama, apenas é preciso cuidado e muito planejamento para que isso dê certo e você não fique em apuros.

Como saber se é a hora certa de iniciar a transição de carreira?

Quem costuma observar o mercado e suas constantes mudanças pode acabar ficando muito indeciso entre permanecer em uma área segura, porém insatisfatória ou tentar algo novo e torcer para dar tudo certo.

Antes de tudo, tenha um momento de introspecção e tente entender se a sua vontade de mudar os rumos profissionais não é, na verdade, uma vontade de fugir dos problemas. Pense nos prós e contras de abandonar sua carreira atual, pois isso pode ser uma decisão sem volta. Estes são alguns pontos importantes para se observar antes de decidir se vai mudar de carreira ou não:

  • Sensação de falta de metas e propósitos;
  • Dia-a-dia muito estressante;
  • Área do mercado em crise ou decaimento;
  • Salário insuficiente e que não condiz com seu esforço;
  • Sensação de estar deslocado ou seguindo uma carreira inadequada.

Entre a tomada da decisão de mudar de carreira e a parte onde tudo pode dar certo, há muitas etapas que podem ser desanimadoras só de pensar. Contudo, caso esse seja seu verdadeiro desejo e as condições estejam a seu favor, tenha perseverança, pois sabemos que nem tudo é fácil quando se trata da vida profissional.

Como iniciar minha transição de carreira?

Há várias formas de iniciar sua transição de carreira: LinkedIn (ótimo para estudar qual a probabilidade de conseguir um emprego na área desejada), cursos, estágios e/ou projetos de freelance, onde você pode adquirir experiência e conhecer melhor a área para ter certeza antes de tentar encontrar algo fixo.

No entanto, alguns passos são indispensáveis em qualquer transição de carreira, como o planejamento e o autoconhecimento, antes de colocar a mão na massa. Calcule tudo e saiba a hora certa de começar de acordo com as condições do mercado.

E então, conseguiu entender melhor o que é uma transição de carreira?

O segredo para sempre alcançar evolução profissional é nunca ficar parado! Que tal iniciar uma graduação na sua área desejada conosco, aqui na Laboro, e começar com o pé direito essa nova fase da sua jornada?