Ensino superior: Conheça os tipos de formação acadêmica

tipos de formação academica

Após a conclusão da educação básica no Brasil ainda há algumas opções para quem deseja continuar os estudos e aprimorar a carreira profissional. O Ensino Superior é a próxima etapa da educação e consiste em alguns tipos de formação acadêmica permitindo títulos que agregam no currículo e favorecem o ingresso no mercado de trabalho.

O tecnólogo e a graduação compõem os primeiros passos de um ingresso no ensino superior, após uma das escolhas ainda é possível escolher qual grau de formação, como bacharel e licenciatura. Os tipos de formação acadêmica continuam após a graduação, podendo aprofundar em assuntos de interesse na pós-graduação, mestrado e doutorado.

Os títulos de formação auxiliam o profissional a adquirir conhecimento na área desejada e entrar no mercado de trabalho com qualidade, por isso conheça cada uma das possíveis formações acadêmicas e suas relevâncias. 

O que é formação acadêmica e por que é importante?

Em primeiro lugar é válido compreender o que é formação acadêmica, é basicamente o que chamamos de escolaridade, começando pela Educação Básica (Ensino Fundamental e Médio), Técnica (Tecnólogo) e Superior (Graduação). A formação acadêmica é reconhecida sempre pelo último grau de instrução completo, enquanto o estudo está em andamento é validado a última formação concluída.

A formação acadêmica no currículo torna o candidato mais qualificado e é importante na hora de selecionar profissionais capacitados e aptos para a atuação. É um aliado relevante para a captação de novos funcionários nas empresas, pois, o conhecimento teórico garante um melhor desempenho profissional e aumenta as chances de sucesso.

Quais são os tipos de formação acadêmica?

Como visto, o grau de instrução do indivíduo pode aumentar e melhorar suas chances de ingresso no mercado profissional, portanto conheceremos as principais escolaridades do Ensino Superior.

  • Tecnólogo: o curso técnico é um dos tipos de formação acadêmica que vem crescendo muito nos últimos tempos, com um período mais curto de estudo prepara e capacita o profissional para atender o mercado de trabalho através dos conhecimentos práticos e na solução de problemas.
  • Graduação: permite o título de bacharel ou licenciatura da área escolhida, no bacharel o graduado aplica seus conhecimentos nas atividades específicas do seu dia a dia, seja comercial, industrial ou de serviços. A licenciatura permite a atuação em sala de aula da educação infantil ao ensino fundamental.
  • Pós-Graduação: é considerado um curso de especialização e permite ao profissional emergir os conhecimentos na área escolhida. Um dos exemplos é o MBA, um curso de especialização na área de administração (Master Business Adiministration).
  • Mestrado: é indicado para quem deseja permanecer na carreira acadêmica, seja com pesquisa ou lecionando em faculdades. Aprofunda os conhecimentos técnicos científicos por meio da pesquisa e defesa de alguma tese já existente.
  • Doutorado: um dos níveis mais altos de diploma no Brasil, o estudante propõe uma tese e a defende através dos resultados de sua pesquisa.

Para concluir, é indicado a análise da meta profissional individualmente para que a escolha assertiva referente ao grau de instrução escolhido. 
Se você deseja saber mais sobre desenvolvimento profissional, confira, também, nosso post sobre como colocar pós-graduação no currículo. Clique e confira!