Série: Explicando a Psicanálise

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

A Faculdade Laboro te convida a entender o mundo da Psicanálise através de uma Série que tem início hoje: “Explicando a Psicanálise”. A coordenadora da Pós-Graduação em Psicanálise, Cultura e Sociedade, Profa. Ma. Lorena Guerini, vai responder algumas perguntas mais frequentes encontradas na internet sobre o tema.

Lorena,  lembra que a palavra ‘explicar’ vem do latim e sua etimologia remonta ao ato de produzir ‘plicas’, ou seja, dobrar algo como um tecido. A preposição latina ‘ex’ dá a ideia de exterioridade, de abrir algo. Por isso explicar se tornou sinônimo de desdobrar, desenrolar, desembaraçar, esclarecer, ensinar.

Então, vamos explicar?

 

Faculdade Laboro: O que é Psicanálise?

Lorena Guerini: A Psicanálise é a teoria de uma prática clínica criada por Sigmund Freud para intervir sobre as várias formas de mal-estar. Freud era um médico neurologista, nascido em 1856 em uma família de judeus austríacos, e se tornou o criador da Psicanálise, produzindo uma vasta obra até sua morte em 1939. A data oficial de surgimento da Psicanálise é o ano de 1900, quando Freud publicou o livro “A interpretação dos sonhos”. Esse livro é um marco porque significa o rompimento de um vínculo que Freud tinha com outras tradições de tratamento do sofrimento psíquico – como a neurologia e a psiquiatria da época, que utilizavam métodos como a hipnose e a sugestão – para a construção de um método novo.

Faculdade Laboro: O que a Psicanálise traz de novo?

Lorena Guerini: A primeira grande novidade é o tratamento pela palavra: enquanto os médicos da época tentavam sanar o sofrimento de seus pacientes com intervenções sobre seus corpos, tratando-os como objetos, Freud vai ser o primeiro a convidar seus pacientes a falar sobre o que sentiam, a contar suas histórias, seus sonhos, suas angústias, suas maneiras singulares de experimentar a vida, tratando-os como sujeitos. Ouvindo seus pacientes, Freud vai perceber que a chave para encontrar as causas do sofrimento psíquico está na linguagem, única via para acessar o tempo do paciente, seu desejo, para compreender suas escolhas e reações. Através da linguagem é possível encontrar determinações inconscientes. E essa é a segunda grande novidade: Freud cria o conceito de inconsciente, e a Psicanálise se constitui como a primeira prática clínica que trabalha com o inconsciente. Isso significa dizer que quando o psicanalista escuta seu paciente ele está buscando ouvir o que o inconsciente diz através das palavras.

Faculdade Laboro: E como ele faz isso?

Lorena Guerini: Freud define na obra citada que uma via de acesso ao inconsciente é o sonho, e por isso a técnica de interpretação dos sonhos foi e até hoje é tão importante para a Psicanálise. Mas o inconsciente também se manifesta através de outros fenômenos como os próprios sintomas, os atos falhos (quando o paciente quer dizer uma coisa, mas acaba dizendo outra coisa aparentemente “sem querer”), os chistes (quando o paciente faz uma colocação bem-humorada sobre algum assunto difícil), e a repetição (quando o paciente faz com o psicanalista a mesma coisa que ele faz com pessoas que são alvo de suas queixas). Analisando os sintomas, os sonhos, os atos falhos, os chistes e intervindo sobre a repetição, o psicanalista trabalha com seu paciente para que ele consiga criar uma outra relação com seu inconsciente. Fazendo isso o paciente se torna autor da sua história, redescobre-se como um sujeito, ao invés de seguir padecendo, sendo passivo diante das determinações inconscientes que o marcam.

Se você quiser saber mais sobre a história de vida de Freud e conhecer mais detalhes sobre a criação da psicanálise, duas boas sugestões de leitura são as biografias escritas por :

  • Peter Gay (“Freud: uma vida para o nosso tempo”, publicada em 2012 pela Companhia das Letras)
  • Elizabeth Roudinesco (“Sigmund Freud: na sua época e em nosso tempo” publicada em 2016 pela Zahar).

 

Achou interessante? Vem estudar com a gente!

A Pós-Graduação em Psicanálise, Cultura e Sociedade é aberta a profissionais de todas as áreas de formação. Conheça nosso curso aqui.

 

Se você tem outras dúvidas, além dessas que selecionamos, ou quer que seja abordado de maneira mais detalhada sobre algum assunto, fique à vontade para colocar suas perguntas aqui em nosso blog, nos comentários ao final da página. Nós iremos analisar suas sugestões para seguir produzindo conteúdo de qualidade.

Esperamos todos vocês em nossa próxima postagem. A profa Lorena irá explicar “Qual é o objetivo da psicanálise; Qual a diferença entre Psicanálise e Psicologia e o Que se estuda na Psicanálise”.

 

Sobre a profa. Lorena Guerini

Mestrado e Graduação em Psicologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professora universitária. Coordenadora do curso de Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica da Faculdade Laboro.

 

 

1 Comment
junho 10, 2021

Sou a Amanda Da Silva, gostei muito do seu artigo tem
muito conteúdo de valor parabéns nota 10 gostei muito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ranking 7 melhores cursos EAD em 2021!

A educação a distância ganhou grande destaque durante a pandemia de Covid-19 no ensino escolar brasileiro, mas a modalidade já era conhecida no ensino superior,