Roda de Conversa: Projeto Culturas Ancestrais Maranhenses

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Cristielma Costa Machado, Caroline Botelho , André Lobão e Diego Augusto Martins Evangelista

 

Os alunos do Curso de Gestão Hospitalar da Faculdade Laboro elaboraram o projeto intitulado: Culturas Ancestrais Maranhense. O projeto faz parte da disciplina: Projeto Interdisciplinar I desenvolvido no segundo semestre de 2020 pela professora Carolline Botelho, e que tem como tema gerador: RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS E IGUALDADE RACIAL. CULTURA AFRO-BRASILEIRA E INDÍGENA.

O objetivo da disciplina é desenvolver um projeto que abranja conhecimentos e práticas multidisciplinares a partir de subtemáticas transversais de relevância social.

Entre as diversas atividades desenvolvidas, foi realizada uma roda de conversa para elaboração de um vídeo documentário sobre a Cozinha Ancestral, que tem como o objetivo resgatar e valorizar a memória da nossa ancestralidade, a partir dos aspectos da cultura afro-brasileira. Espera-se que a produção desse material contribua com o combate ao racismo e ao preconceito contra as religiões de matriz africana e fortaleça, através da sua divulgação, a compreensão dos laços entre religiosidades de matriz africana e cultura popular.

“Finalizar uma das etapas do projeto culturas ancestrais do Maranhão, com a roda de conversa na Cozinha Ancestral, proporcionou um encontro de saberes e de experiências que resgatam aspectos da cultura afro-brasileira que não podem se perder na memória. Podemos dizer que saímos nutridos de conhecimento pelo bate papo oferecido pelo André Lobão, e certos da necessidade de que atividades como estas fortalecem a compreensão dos laços que ligam nossa identidade a nossa cultura.”
Caroline Botelho

[/vc_column_text][vc_separator][vc_images_carousel images=”77811,77812,77813,77814″ img_size=”full”][vc_separator][vc_column_text]

Conheça os nossos Cursos de Graduação

e garanta uma carreira de Sucesso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *