fbpx

Atualizado em 15/01/2019

Por: Marcus Vinicius Canavieira Furtado

Orientadora: Profª Ma. Juara Castro

Muito se fala em otimizar o tempo nos dias de hoje, principalmente por causa da existência da internet, das inovações tecnológicas e dos inúmeros aplicativos desenvolvidos que permitem as pessoas solucionarem vários problemas de forma bem rápida, prática e sem a necessidade de se ausentar do seu local de trabalho, escritório ou mesmo de sua residência.

Os profissionais da contabilidade acompanham essa transformação tecnológica, que ao longo do tempo vem facilitando os trabalhos e a proximidade com seus clientes, mas que ainda anda em passos lentos em relação à rapidez com que surgem novas tecnologias e aplicativos no mercado.

Segundo Roberto Dias Duarte, Conselheiro da Omiexperience – Brasil “foi feito um estudo realizado com os profissionais da contabilidade em meados de 2014, revelando que 54% dos escritórios de contabilidade utilizam sistemas de informática que importam eletronicamente a maior parte dos dados dos clientes”. Mas para os dias atuais, em que otimizar o tempo vale muito, pode-se dizer que essa ferramenta está ultrapassada quando se trata da questão produtividade.Roberto Duarte diz, ainda em seu artigo “Como estão os escritórios de contabilidade brasileiros em relação ao resto do mundo?” que “no Brasil há cerca de 64.929 escritórios de contabilidade que empregam um total de 714.219 profissionais”.

Um escritório de contabilidade tem como atividades básicas: arquivamento de todos os dados pessoais e profissionais de seus clientes, podendo ser pessoa física ou jurídica. Tais como declaração de imposto de renda, emissão de boletos, emissão de balanço patrimonial, elaboração de escrituração, apuração de receitas e despesas, administração de quadro de funcionários dos seus clientes (empresas) no que tange nomeação, exoneração, cálculos trabalhistas, folha de pagamento, dentre outras.

Para que essas atividades sejam desenvolvidas é preciso primeiramente que exista um espaço físico com computadores, impressoras, scanners, armários, e outros materiais de expediente, de escritório e de informática. Tudo isso para que se possam arquivar todos aqueles dados e informações de forma eficiente e eficaz, em que será necessária uma quantidade de funcionários proporcional à quantidade de clientes desse mesmo escritório. Uma vez que essas atividades produzem muito papel, muitas caixas de arquivo, muitos relatórios e que muitas vezes necessitam da presença física de seus clientes para solução de problemas corriqueiros, sugestões, alterações contratuais, e outros.

Portanto, no intuito e necessidade dos escritórios de contabilidade em otimizar tempo, espaço físico, diminuir custos, aumentar a produtividade e dar aos seus clientes um retorno mais rápido e fidedigno das suas atividades contábeis, é que se pretende criar um aplicativo para celular, tablet ou computadores. Ele estará interligado com a Receita Estadual, Receita Federal, Junta Comercial, clientes e os escritórios lançarão e arquivarão todas aquelas atividades nessa plataforma digital para que os clientes possam ter acesso de forma instantânea e a qualquer hora do dia a todas as suas informações pessoais e profissionais. Além de acompanhar toda movimentação de seu negócio empresarial, podendo lançar ou imprimir relatórios, boletos e até mesmo lançar dados que contribuam para as atividades rotineiras do contador.

Com esse aplicativo os escritórios poderão ter um único técnico em informática para atualização e manutenção do mesmo, poderão ter um quadro de funcionários bem reduzido, ou seja, os custos operacionais de um escritório reduzirão bastante, o que consequentemente possibilita também a diminuição dos custos repassados aos clientes. Desse modo, não há dúvidas de que esse aplicativo inovador é de suma importância aos profissionais da contabilidade, pois contribuirá de forma  eficaz e transparente no que diz respeito às práticas contábeis que envolvem o cotidiano de empresas e pessoas.

Referências
https://contadores.contaazul.com/blog/inovacao-contabilidade-bom-escritorio-clientes