Marketing Digital em Estabelecimentos de Alimentação

A alimentação saudável fora de casa é importante para que os indivíduos tenham melhor qualidade de vida. Os estabelecimentos podem e devem inserir informações nutricionais nas suas estratégias de marketing além de oferecer um alimento de qualidade, em especial aqueles que tem como proposta a comercialização de alimentos saudáveis. Dessa forma haverá maior engajamento do público com relação a essas marcas, devido a relevância desse assunto.

Este texto é fruto da disciplina de Pós-Graduação “Produção e Inovação Científica” ministrada como último módulo para a formação dos alunos da Laboro. Nela, os alunos aprendem como aplicar conceitos e ferramentas de forma assertiva e criativa para fomentar a inovação na ciência.

Autora: Jéssica Nascimento aluna do  MBA em Gestão de Unidade de Alimentação e Nutrição, gastronomia e empreendedorismo em negócios de alimentação

Orientadora: Profa. Ma. Bruna Almeida

 

A educação nutricional é fundamental para transformar a saúde dos indivíduos. Segundo Santos (2005) não há dúvidas da importância da promoção das ações de educação alimentar e nutricional na promoção de práticas alimentares saudáveis. O presente artigo busca levar essas ações para os estabelecimentos privados de restaurantes e/ou lanchonetes de produtos naturais, haja vista que a maioria dos usuários tem dificuldade de montar seus pratos com qualidade e harmonia.

Coelho (2018) afirma que vivemos uma nova cultura que está tanto no meio online quanto no meio offline. Dessa forma as estratégias de marketing já levam isso em consideração e está cada vez mais forte o uso dos aplicativos para trazer conteúdos realmente relevantes para o público alvo. Dessa forma é possível um engajamento maior.

Esse engajamento, segundo Coelho (2018), é o envolvimento do público com a marca que acontece por meio de interação e relacionamento. Sendo assim importante para qualquer tipo de negócio e hoje os estabelecimentos gastronômicos estão investindo cada vez mais nesse tipo de inovação. Haja vista que empresas que utilizam blogs, por exemplo, conseguem muito mais visualizações no meio digital e assim maior retorno financeiro.

No setor de bares, restaurantes e lanchonetes houve um crescimento nos últimos anos. Além disso há novos consumidores que buscam, acima de tudo, uma experiência diferente além do ato de consumir alimentos. Dessa forma é necessário que esses novos empreendimentos tenham uma visão estratégica e inovadora mantendo padrões excelentes de qualidade do produto e atendimento (GHOBRIL, ET AL 2014).

Pesquisas indicam que interesse por alimentação saudável também tem crescido entre os brasileiros (SILVEIRA, 2019). Os estabelecimentos como restaurantes e supermercados podem fazer o papel de educadores nutricionais. Dessa forma aumentar seu relacionamento com esse público através de informações relevantes.

Uma forma de inovar e apresentar essas informações é através de totens ou posts nas redes sociais ou aplicativos dos estabelecimentos. Apresentando alternativas de pratos que já existem no cardápio junto de informações como suas características nutricionais e a importância do seu consumo, junto com dicas de uma refeição completa feita no restaurante/lanchonete. Assim essas informações ajudariam os indivíduos que não sabem o que consumir fora de casa de maneira saudável.

Esses totens podem também ser formas de conhecer melhor seus clientes e suas preferências de maneira que será interessante o uso para avaliar o serviço do estabelecimento. É sempre importante manter um layout simples e fácil de ser utilizado visando sempre o bem-estar e experiência do cliente. O uso de uma linguagem mais informal com seus clientes nessas vias digitais traz uma maior proximidade, ao utilizar as ferramentas corretas aumenta-se a procura por esses estabelecimentos que tem uma maior preocupação com os clientes (COELHO, 2018).

Ao pensar em campanhas publicitárias que realmente levam informações relevantes para os clientes dos estabelecimentos de alimentação saudável estará suprindo uma demanda no mercado que poucos estabelecimentos tem atendido. Junto com o auxílio das nutricionistas é possível agregar ainda mais valor nos produtos desse seguimento de empreendimento elevando os lucros e visibilidade. Além de prestar um serviço de utilidade pública ao levar educação nutricional.

Se você se interessou por esta área se especialize, saiba mais sobre o nosso MBA em Gestão de Unidade de Alimentação e Nutrição, gastronomia e empreendedorismo em negócios de alimentação clicando aqui

REFERÊNCIAS

COELHO, Fernando Miguel Teixeira da Silva. A sua marca no digital: Ideias sobre branding e marketing digital. São Luís: Editora Laboro, 2018.

SANTOS, L. A. S. Educação alimentar e nutricional no contexto da promoção de práticas alimentares saudáveis. Rev Nutr 2005; 18(5):681-692.

GHOBRIL, A. N; BENEDETTI, M. H; FRAGOSO, N. D. Práticas Inovadoras no Setor de Bares, Restaurante e Lanchonetes. In: VIII Encontro de Estudos Empreendedorismo Gestão de Pequenas Empresas. Goiânia Anais EGEPE, 2014.

SILVEIRA, Karen Pergorari. Pesquisas indicam tendências para o setor de alimentação. In: Pesquisas indicam tendências para o setor de alimentação. São Paulo, 9 out. 2019. Disponível em: https://www.fiesp.com.br/indices-pesquisas-e-publicacoes/entrevista-ipsos/. Acesso em: 27 nov. 2019.

 

 

 

1 Comment
abril 10, 2020

Ótimo Artigo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *