Liderando em tempos de incertezas: o papel do líder no desenvolvimento das equipes de trabalho

Estamos vivenciando momentos muito desafiadores tanto para as organizações quanto para as pessoas que dela fazem parte. A liderança tem papel fundamental no desenvolvimento e suporte da equipe de trabalho.

Este texto é fruto da disciplina de Pós-Graduação “Produção e Inovação Científica” ministrada como último módulo para a formação dos alunos da Laboro. Nela, os alunos aprendem como aplicar conceitos e ferramentas de forma assertiva e criativa para fomentar a inovação na ciência.

Autora: Francilene Licar, aluna de Pós-Graduação em Gestão de Pessoas e Liderança.

Orientadora: Professora Ma. Bruna Almeida

Atualmente estamos vivenciando um cenário cada vez mais volátil e incerto, mudanças ocorrem com frequência e com o avanço da crise causada pela pandemia do novo Coronavírus (COVID-19), esse processo de mudanças vem ganhando maior proporção e está influenciando não só nas organizações como também na vida das pessoas.

Por conta da pandemia muitas empresas tiveram que se reinventar e adaptar-se às mudanças para poder sobreviver, o modo do trabalho também sofreu modificações, e vem sendo inovado, é comum ver pessoas trabalhando em home office, opção esta que já é adotada por grandes empresas pelo mundo.

Diante do exposto a pergunta central da pesquisa é: “Qual o papel do líder no desenvolvimento das equipes de trabalho em momento de incertezas?” uma vez que as pessoas são o bem maior das empresas e liderar diante de uma crise não é uma tarefa fácil.

“Hoje em vez de dividir, separar e isolar tornou-se importante juntar e integrar para obter efeito sinergético e multiplicador” (CHIAVENATO, 2009, pg. 175), ou seja, o trabalho vai deixando de ser realizado de forma individual e passa a ser em equipe, o que proporciona mais engajamento entre as pessoas.

Para alcançar o melhor de sua equipe o líder precisa fomentar o seu comprometimento interno, despertando em sentido de propósito e criando vínculos de confiança. (KOFMAN, 2018). Em tempos de mudanças o papel do líder é alinhar a equipe às estratégias da empresa e as motivá-las para a ação, buscando promover uma relação de confiança e pertencimento. É muito importante também que o líder tenha uma comunicação transparente com a equipe para que ela se sinta segura e comprometida.

De acordo com Goleman (2015), a competência essencial para o bom desempenho do líder é a inteligência emocional, por meio dela é possível desenvolver habilidades como autoconhecimento, autogestão, empatia e habilidade social. Tais habilidades são indispensáveis para auxiliar as lideranças no desenvolvimento e suporte às equipes de trabalho, possibilitando atuar com mais eficácia em momentos de mudanças e incertezas.

Um líder inteligente emocionalmente consegue criar vínculos com a equipe, cria uma cultura inclusiva e de pertencimento, desperta na equipe um senso de propósito, de melhoria contínua e engaja a equipe na tomada de decisão.

Percebe-se que a liderança é de extrema importância para o desenvolvimento e suporte equipes de trabalho. Uma equipe engajada é mais produtiva, consegue resolver problemas complexos, sabe negociar e acima de tudo se adapta com mais facilidade a mudanças.

Uma boa liderança precisa estimular a criatividade de sua equipe, adequar as metas às estratégias da organização. Em tempos de distanciamento é indispensável ter uma comunicação clara e assertiva com toda equipe, é preciso garantir que as pessoas se sintam importantes, pertencentes a organização.

Essas ações trabalhadas em conjunto permitem a liderança vantagens diante do cenário de incertezas e consequentemente traz novas oportunidades não só para a empresa como também para as pessoas que dela fazem parte.

Se você se interessou por esta área, saiba mais sobre a Pós-Graduação em Gestão de Pessoas e Liderança.

REFERÊNCIAS

ANDRADE, M. M. de. Introdução à metodologia do trabalho cientifico: elaboração de trabalho na graduação. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

CHIAVENATO, I. Administração de Recursos Humanos: fundamentos básicos – 7. ed. São Paulo: Manole, 2009.

GOLEMAN, D. Lidreança: a inteligência emocional na formação do líder de sucesso; tradução Ivo Korytowsk – 1ed. Rio de Janeiro: Objetiva, 2015.

KOFMAN, F. Liderança e propósito: tradução William Zeytoun Lian .1ed. Rio de Janeiro: Harper Collins, 2018.

KOTTER, J. P. Liderando mudanças: Transformando empresas com a força das emoções; tradução Afonso Celso da Cunha Serra – Rio de Janeiro: Atlas Book, 2017.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *