Inovações no Modelo de Aprendizado do Ensino a Distância – EAD

O presente artigo, reuniu informações que buscam contribuir ao âmbito acadêmico, oferecendo uma visão sobre a temática pesquisada. Além disso, o estudo objetiva destacar as várias propostas de inovações encontradas em vários estudos, ademais, evidenciar os desafios encontrados na modalidade do ensino a distância.

Este texto é fruto da disciplina de Pós-Graduação “Produção e Inovação Científica” ministrada como último módulo para a formação dos alunos da Laboro. Nela, os alunos aprendem como aplicar conceitos e ferramentas de forma assertiva e criativa para fomentar a inovação na ciência.

Autora: Iana Maria – Aluna da Pós em Gestão e Docência do Ensino Superior

Conveniente as mudanças que ocorrem em diversas áreas do conhecimento humano, especialmente na tecnologia, a educação se torna um meio estratégico de inserção de pessoas na sociedade. A educação a distância (EAD) surge como uma modalidade adequada de aprendizado e que atende as novas demandas educacionais que decorrem das mudanças no contexto da globalização. A tecnologia causa uma transformação na sociedade moderna reestruturando elementos metodológicos relacionados ao aprendizado. 

INOVAÇÕES E O ENSINO A DISTÂNCIA

A inovação na educação à distância é uma temática recorrente, haja visto que as tecnologias desempenham um papel dominante na educação a distância. Por esta razão, pode-se compreender a importância que a evolução tecnológica tem tido no ensino a distância. Soren Nipper (1989), levanta sua ideia do ensino a distância, ele defende que as tecnologias se encontram facilmente disponíveis e por isso é extremamente acessível. Entretanto, contrapõe a esta acessibilidade o fato de serem modelos muitos restritivos – do ponto de vista comunicação aluno e professor. Para ele é preciso que inove cada vez mais a quebra da “distância geográfica”, é necessário implementar meios efetivos de apresentação e distribuição de conteúdo, sendo considerado o aprendizado como um processo social, exigindo forte interação de professor/alunos (JOÃO GOMES, Maria 2003).

Uma outra ferramenta inovadora de educação online é o e-learning, que funciona como uma ferramenta de treinamento profissional, essa ferramenta é um meio de entregar conteúdo por vários tipos de programas eletrônicos. Há diferenças conceituais entre o EAD e essa modalidade. O ensino a distância é baseado na noção da distância física entre professor e aluno, mas que possibilita vários meios de comunicação que permitem uma abordagem educacional, em contra partida, o e-learning é exposto como EAD com base no uso da internet, cuja a comunicação pode ocorrer de maneira assíncrona ou síncrona. Moreira e Vieira (2017), afirma que, tanto para o EAD, quanto para o e-learning se consolidarem é necessário apostar claramente em inovações e qualidade dos processos educacionais (CUNHA, Diego et al 2019).

Com tudo, o EAD é considerado um aprendizado planejado que ocorre normalmente em um lugar típico de ensino que se utiliza de várias técnicas de criação do curso e de ensino e aprendizagem, as quais são medidas por várias tecnologias (ARAÚJO et al, 2013).

PROPOSTA DE INOVAÇÃO

A modalidade EAD é um espaço profícuo para a elaboração de inovações, pois permite maior flexibilidade nas propostas inovadoras. Pensando nisso, a UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas compreende uma proposta metodológica. Esta proposta está pautada nos princípios de relação dialógica, flexibilidade curricular, relação teórico-prático e tecnologia aplicada a educação. O Cata-ventos Pedagógicos, assim chamada, é uma proposta metodológica para os cursos de modalidade a distância. Essa inovação, busca superar o paradigma curricular da formação EAD, baseia-se na organização curricular, além disso, prevê atividades programadas para o planejamento do curso (SCREMIN, Greice et al 2018).

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Portanto, esse trabalho concluir-se que o ensino a distância – EAD, é uma modalidade que está em constante transformação devido as rápidas mudanças digitais. Nesse contexto, o EAD tende a se tornar um elemento regular dos atuais sistemas de ensino, e ainda, possui uma grande contribuição para a democratização do acesso à educação. (BELLONI, Maria Luiza 2005). Em síntese, é necessário que as instituições invistam em infraestrutura e na formação de professores, buscando sempre propostas inovadoras e que atinjam os objetivos de formação contemporânea. Contudo, o assunto pesquisado não fora esgotado, é necessário que pesquisas como esta sejam feitas posteriormente, afim de aprofundar essa temática, que está sempre em busca de transformações para garantir melhores qualidades no ensino a distância.

É profissional de Educação em busca de conhecimento?

Clique aqui e conheça as pós-graduações na área de Educação e Assistência Social

Se torne um especialista de Excelência.

Garanta já sua vaga!

REFERÊNCIAS

GOMES, Maria João. CIEd – Revista Portugues de Educação. Portugal, ISSN 0871-9187, 2003.

ARAÚJO, Maria Elenise et al. A gestão da inovação na educação a distância, São Carlos, v. 20, n. 3, p. 639-651, 2013.

CUNHA, O, Diego et al. O uso do E-learning como ferramenta de ensino e aprendizagem, v.8, n.3, set-dez 2019, p. 41-53. ISSN: 2237-3713.

SCREMIN, Greice et al. Cata Ventos Pedagógicos: uma proposta para cursos de graduação na modalidade Ead em uma IES comunitária, Rev. Inter. Educ. Sup.Campinas, SPv.4 4n.3p.510-520 set./dez. 2018.

BELLONI, Maira Luiza. Educação a Distância e Inovação Tecnológica Trabalho, Educação e Saúde,v.3  n.1,p.187-198,2005.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.