Inovação e melhoria em aplicativos de prescrições nutricionais

O presente trabalho, tem como objetivo principal o aprimoramento de aplicativos para o cálculo e prescrição de dietas, visando um acesso mais completo do profissional nutricionista aos dados de cada paciente. Tal aplicativo teria dados laboratoriais, horas de sono e nível de atividade física, assim, o profissional acompanharia o paciente quase que em tempo real, melhorando então, tanto a conduta como os resultados.

Este texto é fruto da disciplina de Pós-Graduação “Produção e Inovação Científica” ministrada como último módulo para a formação dos alunos da Laboro. Nela, os alunos aprendem como aplicar conceitos e ferramentas de forma assertiva e criativa para fomentar a inovação na ciência.

Autoras: Daniela Soares – Aluna da Pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional e Fitoterápica

A tecnologia é um instrumento utilizado para melhoria de vários setores, inclusive na área de atenção e promoção à saúde. Através do uso de aplicativos (apps), a integração entre equipe multiprofissional e paciente, traz de forma clara maior adesão ao tratamento e facilidade na comunicação entre paciente-profissional. Tais apps podem ser instaladas no dispositivo móvel fornecendo experiências diferenciadas de aprendizagem e entretenimento para o seu usuário. Quando utilizados em associação a medidas terapêuticas podem trazer benefícios ao tratamento, sem prejuízos para a qualidade do cuidado, implicando em maior apreensão do conhecimento pelos usuários, profissionais e pesquisadores [OLIVEIRA et al. 2016]

Na nutrição clínica, existem diversos aplicativos que auxiliam na prescrição de planos alimentares, assim como na retirada de dúvidas e acompanhamento das avaliações realizadas, o que facilita e motiva o monitoramento e promoção de resultados. O que se observa é um fluxo contínuo permeado pela troca constante de informações entre os agentes envolvidos nesse processo.

Para inovação desse tipo de app, a proposta visa integrar mais detalhes do paciente. Sugere-se então, o cadastro direto do laboratório para que o resultado seja inserido na plataforma em tempo real, assim como a integração das atividades físicas realizadas ao longo do dia, o cadastro de supermercados já interligados com a lista de compras, mostrando assim o valor estimado do plano alimentar prescrito para o período. O objetivo é encontrar em apenas um aplicativo os dados mencionados acima, assim como o pareamento dos dados dos smart watch, onde poderia ser visto também a qualidade do sono e o nível de gasto diário do paciente em questão.

O uso de apps voltados aos cuidados em saúde cada dia é mais crescente, com diversas possibilidades em terapia. O uso de aplicativos dessa natureza tem funcionado de maneira a auxiliar na promoção dos cuidados à saúde, principalmente pelo maior acesso às informações, juntamente com a participação do usuário no seu tratamento. Por outro lado, a interface ensino-aprendizagem no que tange ao processo saúde doença ainda é pouco explorada, através dessa junção de dados em apenas um lugar, se tornaria mais real e fácil o acesso aos dados de saúde do paciente, trazendo assim,  mais comodidade para o paciente e mais fidedignidade nos resultados propostos.

É profissional de Educação Física em busca de conhecimento?

Clique aqui e conheça as pós-graduações na área da NUTRIÇÃO E EDUCAÇÃO FÍSICA

Se torne um especialista de Excelência.

Garanta já sua vaga!

REFERÊNCIAS

ROCHA, F. S. et al. Uso de apps para a promoção dos cuidados à saúde. STAES, 2017.

OLIVEIRA, R.M. et al. 2016. Development of the tabacoquest app for computerization of data collection on smoking in psychiatric nursing. Rev. Latino-am. Enfermagem, 2016, n.24, v.e2726.
MORESI ,E. A. D. et al, 2016.  Inovação e participação social: o App Mapa da Saúde. SISTEMAS, CIBERNÉTICA E INFORMÁTICA VOLUME 13 – NÚMERO 2 – ANO 2016

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *