Entrevista: Logística e competitividade econômica no Brasil

jurandi-laboro
Professor Jurandi Arruda Junior

Teve início na noite desta sexta-feira, dia 19, em São Luís, o Simpósio de Integração Logística e Superação de Entraves na Movimentação de Produtos. O evento tem como objetivo discutir estratégias de integração logística para a garantia da movimentação de produtos no Brasil.

O simpósio está sendo ministrado pelo professor Jurandi Arruda Junior, especialista em Logística Estratégica, Logística Militar e Gestão de Negócios e mestre em Transportes pela Universidade de Brasília (UnB).

Confira entrevista com o Jurandi Arruda Junior sobre a Logística no Brasil e a competitividade econômica no país.

FACULDADE LABORO – Qual a importância da logística na nova hegemonia mundial?

Jurandi Arruda Junior – A hegemonia mundial de hoje não é mais bélica e sim comercial. As cadeias de suprimentos globais é que determinarão a potência econômica hegemônica neste século. Neste aspecto o Brasil tem grandes oportunidades e enormes desafios à frente.

FL – De que forma as grandes nações têm trabalhado o planejamento estratégico para os próximos 20 anos?

Jurandi Arruda Junior – Outras nações, os principais players, já fazem planejamento com esse horizonte, ou até maior e o planejamento logístico é uma das frentes. O Brasil precisa iniciar o seu planejamento de país e isso precisa ser maior que os ciclos de governo.

FL – Quais são os principais problemas brasileiros em termos de logística? Quais são os planos do Brasil para superar os desafios da logística?

Jurandi Arruda Junior – Este é o “calcanhar de Aquiles” brasileiro. O Brasil tem enormes problemas estruturais. É a 7ª economia, tem dimensões continentais, facilidades como uma extensa malha de rios navegáveis, mas se comparado com outros países, perde de goleada. Basta ver os rankings de competitividade globais que nos colocam nas piores posições, até mesmo dentro da própria América Latina. Outra constatação é que não temos um planejamento estratégico de país. Os planos no Brasil se fazem por espasmo. Para começar, precisamos responder a seguinte pergunta: onde queremos estar daqui há 20 anos em termos de competitividade global? E ao sabermos onde queremos chegar, trilharmos o caminho.

FL – Quais as principais oportunidades profissionais em Logística no Brasil? E onde elas se encontram territorialmente?

Jurandi Arruda Junior – As oportunidades profissionais são inúmeras. Mas para identificar as oportunidades em logística, precisamos mapear as cadeias produtivas no Brasil. As principais são: a do agronegócio, da mineração, da indústria. Mostraremos tudo isso em mapas, durante o simpósio. Hoje, o mercado carece de bons profissionais, preparados para os novos desafios, que tenham perfil hand´s on e que saibam inovar.

FL – Qual a importância de um curso de pós-graduação em Logística Empresarial para a carreira de um profissional?

Jurandi Arruda Junior – Toda empresa necessita ser mais eficiente, seja ela de que ramo for. Seja um hospital, shopping center ou porto. Esta eficiência passa pelo controle de custos, negociações estratégicas, alianças competitivas. Tudo isso é estudado pelo profissional de logística. O reflexo disso é que cada vez mais os postos de direção das empresas estão sendo ocupados por profissionais oriundos das áreas de logística das empresas.