Entrevista: Curso Novo- MBA em Comportamento e Transtornos Alimentares

O MBA em Comportamento e Transtornos Alimentares é o novo curso de Pós-Graduação da Faculdade Laboro. Para entender melhor sobre ele entrevistamos a Profa. Ma. Simone Brasil que é referência nesta área:

Laboro: Qual a importância desse curso para os alunos da Faculdade Laboro?

Profa. Simone: O crescimento de pessoas com transtornos alimentares é cada dia maior. Mais de 54% da população Brasileira já é considerada obesa.  As universidades de nutrição não abordam o tema de como tratar esse tipo de desordem. Entendemos que o comportamento alimentar de nossa sociedade precisa mudar – e os nutricionistas, junto com outros profissionais da área da saúde, têm um papel importante nesse processo. No entanto, para atuar com mudanças de comportamento, é preciso aprender  e entender mais das ciências humanas (comportamento alimentar e sistêmico). Focar em biopsicossocial para a alimentação, defendendo a importância do COMO e PORQUE se come, além de apenas O QUE se come. Essa mudança é de fundamental importância para que possamos trazer um bem estar para nossos clientes. É preciso trabalhar a orientação nutricional fundamentada em estratégias comportamentais para possibilitar uma mudança real e consistente no comportamento alimentar (entendido como as ações em relação ao ato de se alimentar, ou seja, as reações e maneiras do indivíduo com o alimento: como, como o quê, com quem, onde e quando comemos).

Laboro: Por que a instituição deve investir nesse ramo?

Profa. Simone: Os transtornos alimentares são problemas reais de saúde pública e já atingem uma grande parcela da população. Faz-se urgente um novo olhar para esse assunto e um novo tratamento para a questão. São milhares de pessoas sofrendo com diversos tipos de transtornos e necessitando de apoio e orientação profissional. Esse é um ramo da nutrição que tende a crescer cada vez mais e que se apresenta carente de profissionais com uma visão mais humana sobre o problema.

Laboro: Onde o profissional capacitado nesse curso pode atuar?

Profa. Simone: O profissional especialista em Comportamento Alimentar com ênfase em Transtornos Alimentares poderá atuar em consultório, clinicas, hospitais, ambulatórios, nos diversos níveis de assistência à saúde. Atuar também como consultor, pesquisador, professor ou especialista em organizações públicas ou privadas.

Laboro: Qual o diferencial e as vantagens dessa especialização no currículo desse profissional?

Profa. Simone: O profissional sairá capacitado para atender as pessoas com Transtornos Alimentares e Comer Transtornado, além de trabalhar de uma forma humanizada e acolhedora com seu cliente/paciente.

Laboro: Deixe uma mensagem para os alunos que ainda têm dúvida de se especializar nesta área.

Profa. Simone: Estatísticas demonstram o crescimento no número de pessoas que sofrem com transtornos alimentares. Essa é uma demanda latente de atendimento e que necessita de profissionais especializados que consigam perceber e tratar com a atenção necessária que esse tipo de problema pede.

 

 

Sobre a professora

Simone Brasil

Nutricionista formada pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH), com pós-graduação em Psicodrama e Gestão em saúde. Formação em Constelações Familiares, liderança e Coaching. Mestre pela USP em Ciências da Saúde. Ex- professora da Universidade Federal do Tocantins (UFT). Professora da Pós-Graduação Laboro. Trabalha há mais de 12 anos em consultório com Transtornos Alimentares (compulsão alimentar, anorexia, bulimia), auxiliando o cliente a lidar com os desafios emocionais, mentais e físicos. Atualmente, é membro do Núcleo Mineiro de Comportamento Alimentar. É ainda facilitadora do Workshop: Cuidado Nutricional nas Relações Conflituosas com a Comida e com o Corpo, que é realizado em Palmas e em Belo Horizonte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *