Enfermeiro em oncologia: o que faz esse especialista?

Para falar da atuação do enfermeiro em oncologia vamos entender primeiro o que significa esta palavra. A Oncologia é a área da Medicina que trata do estudo, diagnóstico, prevenção e tratamento do câncer (neoplasias e tumores, sejam eles benignos ou malignos). O termo vem de duas palavras gregas: ‘onkos’, que significa massa, volume ou tumor, e ‘logos’ que significa estudo. No Brasil, a Oncologia também é chamada de Cancerologia.

Como se tornar um enfermeiro especialista em oncologia?

A Oncologia é uma carreira que exige muita pesquisa, atualização constante e capacidade de lidar com fortes pressões. Por um lado, trata de uma doença gravíssima e muitas vezes incurável, com grande impacto no paciente e seus familiares. Por outro, felizmente, envolve o desenvolvimento de novas drogas, tratamentos mais eficazes, formas de diagnóstico cada vez mais precoces, informação e educação da sociedade, cirurgias mais precisas e menos invasivas e a melhoria da qualidade de vida de quem é afetado por um tumor.

Nos últimos anos, todos os aspectos da Oncologia evoluíram muito. No entanto, ainda não conhecemos todas as facetas do surgimento de tumores no corpo humano e há bastante espaço para o desenvolvimento dessa ciência no Brasil e no mundo, em diversos campos da Saúde.

Quem quiser seguir carreira em Oncologia deve saber que essa área tem se tornado cada vez mais multidisciplinar. Seja em pesquisas, desenvolvimento de medicamentos, diagnóstico ou tratamento do paciente, o oncologista provavelmente irá trabalhar com outros profissionais da Saúde.

A Oncologia é uma das especialidades da Medicina e da Enfermagem. No Brasil, menos de 1% dos médicos são especialistas nessa área, o que significa pouco mais de 2.500 profissionais em todo o País.

O médico oncologista, ou oncologista clínico, é responsável por tratar pacientes que apresentam tumores. Ele acompanha o paciente, solicita exames, prescreve tratamentos (quimioterapia, cirurgia, radioterapia, imunoterapia, etc.).

O que faz o Enfermeiro em Oncologia?

O enfermeiro oncológico é o profissional que vai prestar assistência ao paciente, em todas as fases do tratamento do câncer. Desde o diagnóstico da doença, passando pelas várias fases do tratamento como a cirurgia, a radioterapia, e o tratamento com medicamentos e quimioterapia. A oncologia é uma área muito específica, portanto é importante que os enfermeiros tenham formação de especialista na área e que estejam sempre se atualizando.

Além de prestar assistência, o enfermeiro oncologista tem outras atribuições, como tomar providências administrativas para a liberação e agendamento dos procedimentos de tratamento além de ter papel educacional, orientando tanto o paciente quanto os familiares durante o tratamento.

No dia-a-dia da assistência o enfermeiro recebe o paciente após a decisão de tratamento pelo médico oncologista. Neste momento o paciente é acolhido pelo enfermeiro que realiza a conferência do protocolo de tratamento, checando informações como o peso e altura, doses de medicações e medicações de suporte para a quimioterapia, conhecidas com “pré-QT”. Isto garante uma maior segurança na administração dos protocolos de tratamento.

Um aspecto muito importante para o tratamento é a escolha de dispositivo para a infusão dos quimioterápicos que serão feitos pela veia. Nesta avaliação o enfermeiro avalia as veias do paciente, e junto com a equipe médica, escolhe a melhor opção para a aplicação dos medicamentos. Algumas medicações podem ser feitas nas veias superficiais dos braços ou das mãos, por cateteres que chamamos de periféricos; já outros medicamentos precisam de veias mais fortes, sendo necessária a colocação de cateteres profundos. A escolha depende do tipo de tratamento e das veias de cada pessoa.

A maior parte das vezes o tratamento é feito no ambulatório. O paciente vem ao hospital apenas para a aplicação do medicamento e retorna para casa no mesmo dia. Quando o paciente chega ao centro de infusão, é realizada uma consulta inicial de enfermagem, onde são coletadas todas as informações relevantes para o tratamento e também são dadas as orientações importantes ao paciente e acompanhante, como possíveis efeitos colaterais dos medicamentos, coleta de exames, cuidados com cateter, como realizar os agendamentos, o que muda no dia-a-dia do paciente durante o tratamento, quando entrar em contato com a equipe médica ou quando e como procurar um pronto atendimento em caso de necessidade.

O primeiro passo para quem pretende ser enfermeiro oncologista (ou oncológico) é fazer um curso superior na área de Enfermagem. Em seguida, fazer um curso de Pós-Graduação em Oncologia e Cuidados Paliativos.

Conheça outros cursos de Pós-Graduação da Laboro

Fonte 1
Fonte 2
Fonte 3

4 Comments:
abril 16, 2020

Tenho interesse em fazer a pós graduação de oncologia.
Gostaria de saber previsão início e preço

abril 20, 2020

Oi Nádia, obrigado pelo interesse!

Nossa equipe entrará em contato.

abril 16, 2020

Tenho interesse em fazer a pós graduação de oncologia.
Gostaria de saber previsão início e preço

abril 20, 2020

Oi Nádia, obrigado pelo interesse!

Nossa equipe entrará em contato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *