Saiba qual a diferença entre pós-graduação e especialização

O fim da faculdade não significa o fim dos estudos e com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, apenas graduação pode não representar muito no seu currículo! 

Quer dar continuidade aos seus estudos mas ainda não sabe qual a diferença entre pós-graduação e especialização? Nós vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre as suas opções!

O que é pós-graduação?

A pós-graduação, como o próprio nome sugere, é uma formação acadêmica realizada após um curso de graduação. Por isso, é natural que estar formado em alguma faculdade (seja bacharelado, tecnólogo ou licenciatura) seja um pré-requisito. 

O objetivo desse curso é o aprimoramento dos conhecimentos de um profissional sobre a área em que tem interesse em atuar, dando habilidades e competências adicionais sobre a formação escolhida. 

O curso de pós-graduação pode ser feito na mesma área que seu curso de graduação, ou em áreas completamente diferentes daquela que já foi cursada. Expandindo horizontes, o profissional aprofunda seus conhecimentos no campo específico em que deseja atuar. 

Existem dois tipos de pós-graduação: “lato sensu”, onde estão classificadas a especialização e o MBA, e “stricto sensu”, que trata de mestrados e doutorados. Cada um possui suas próprias características, que devem ser levadas em consideração na hora da escolha. 

As pós-graduações “lato sensu” geralmente duram menos tempo, não precisam de autorização prévia do MEC e possuem menos exigências do que os mestrados e doutorados. Normalmente, a própria instituição que oferece cursos de graduação é autorizada pelo ministério da educação a oferecer essas especializações. 

Enquanto isso, o governo precisa autorizar que as instituições ofereçam pós-graduações “stricto sensu”.

O que é especialização?

Se você quer saber qual a diferença entre pós-graduação “lato sensu” e especialização, deve entender que não existe. Na verdade, como já dito antes, a especialização é um dos tipos de pós-graduações “lato sensu”.

A especialização tem foco no mercado de trabalho, com finalidade de subir na hierarquia da empresa ou conseguir um emprego, mostrando conhecimento técnico mais aprofundado na área em que deseja trabalhar. Por isso, as disciplinas tratam de assuntos para cargos específicos.

Outro benefício das especializações é que não precisam ser na mesma área em que o profissional foi graduado. 

As especializações têm carga horária mínima de 360 horas e normalmente exigem um trabalho de conclusão de curso para que o certificado seja emitido. Ao concluir, o aluno recebe o certificado de especialista na área que cursou. 

Principais características de cada formação acadêmica

Agora que você sabe qual a diferença entre curso de especialização e pós-graduação, que tal descobrir mais sobre os outros tipos existentes de pós “lato sensu” e “stricto sensu”? 

MBA

A sigla vem do inglês e significa Master in Business Administration (Mestre em Administração de Empresas) e como o próprio nome sugere, essa pós-graduação tem foco no trabalho corporativo. O objetivo é o aperfeiçoamento do profissional em relação às atividades empresariais e torna-se um requisito para quem deseja um cargo de liderança. 

Geralmente, um curso de MBA tem duração de 1 ou 2 anos. 

Mestrado

O mestrado dá o título de mestre ao aluno de “stricto sensu” e tem duração mínima de 18 meses e máxima de 24 meses, não importando o curso escolhido.

O mestrado tem foco acadêmico, tendo como objetivo desenvolver as habilidades de pesquisa e produção de conhecimento relevante. Assim, o aluno assume o trabalho de pesquisador em áreas de estudos científicos e tecnológicos. 

O certificado permite que o profissional atue como professor de disciplinas de graduação em universidades privadas, trazendo uma responsabilidade ainda maior sobre o formando, que passa a participar diretamente da formação de outras pessoas

Doutorado

Assim como no mestrado, no doutorado o aluno assume o papel de pesquisador em áreas da ciência e tecnologia. 

O curso é mais aprofundado, com duração maior entre 4 e 5 anos. No fim do período, o aluno recebe o título de doutor e pode concorrer a vagas como professor também em universidades públicas. Não é incomum vermos profissionais com esse tipo de formação sendo chamados de PhD em alguns lugares. 

A sigla em inglês significa “Doctor of Philosphy” (Doutor da Filosofia) e está relacionada à origem grega da palavra “filosofia”, que significa “amor ao conhecimento”. 

Agora que sabe qual a diferença entre pós-graduação e especialização e quais são as suas opções, você sente que está pronto para prosseguir com seus estudos? Confira outros artigos sobre pós-graduação!