Anabolizantes foi o tema do curso livre para profissionais da educação física

Os primeiros registros de uso dos esteroides anabolizantes foi no pós- segunda guerra mundial, serviam para recuperar as vítimas dos campos de concentração gravemente desnutridas. Depois de alguns anos o uso foi incrementado para os pós-operatórios de grandes cirurgias para uma mais rápida recuperação, principalmente na força muscular e estado geral.

O grande problema surgiu quando alguns atletas descobriram essa facilidade e passaram a usá-la para aumentar a força e o volume dos músculos. Os danos causados pelos anabolizantes aparecem mesmo em doses não muito elevadas.

Segundo as fontes consultadas, usuários de anabolizantes, com menos de 30 anos, podem desenvolver doenças graves como infarto do miocárdio e hipertensão arterial, além de outras doenças como câncer de fígado e de testículo ou dos ovários e impotência sexual.

Outros transtornos são mudança nas características masculinas ou femininas da voz, aparecimento de barba e pêlos anormais nas mulheres e alta incidência de comportamento agressivo.

A Faculdade Laboro promoveu em São Luís o curso livre: Tópicos Especiais Personal Trainning: anabolizantes e estimulantes na prática física ministrado pelo professor Dr. Emerson Poley Peçanha do Rio de Janeiro para o público em geral  e estudantes da Pós-graduação em fisiologia do exercício. O curso livre é uma proposta para proporcionar ao público externo a experiência de atualização de conhecimentos profissionais nos assuntos sempre recorrentes no debate público.

Por: Marla Medeiros

Fonte: www.cardioesporte.com.br

http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/noticia/2012/07/estimulantes-e-anabolizantes-sao-drogas.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como se aprende a Ensinar

Como se Aprende a Ensinar?

  Para se refletir sobre “Como se aprende a ensinar” é necessário perguntar se “ensinar é o mesmo que ser professor?”. Como se sabe a